Oraç

Os Anjos

GEOFFREY HODSON

Trechos Do livro: A FRATERNIDADE DE ANJOS E DE HOMENS

A FRATERNIDADE

O ideal desta fraternidade é conduzir os anjos e os homens, dois ramos da infinita família de Deus, a uma estreita cooperação. A visão principal desta cooperação é a exaltação da raça humana. Para este fim, os anjos, por sua parte, se encontram dispostos a participar tão estreitamente quanto possível de todos os departamentos da vida humana e de todas as atividades humanas que visem a cooperação. Os membros da raça humana que abrirem de par em par seus corações e mentes aos habitantes da outra esfera, terão uma resposta imediata e uma convicção cada dia maior de sua realidade. Os anjos não impõem condições, restrições nem limites às atividades e desenvolvimentos resultantes da cooperação; porém supõem existir irmão humano que os invoque para obter proveitos pessoais e materiais.

Querem que se aceite como divisa a Fraternidade (1) e sua aplicação prática na vida humana em todos os seus aspectos. Requerem dos que desejam invocar sua presença a concentração de todas as suas faculdades no desenvolvimento das qualidades de Pureza, Simplicidade, Retidão e Impessoalidade, bem como na aquisição do conhecimento do grande Plano, (2) pelo qual componentes espiritual, intelectual e material, tanto do homem como do universo, mantêm a ordenada marcha do progresso evolutivo. Por isto, a base fundamental de toda atividade humana serão os ensinos e doutrinas daquela Sabedoria Antiga que reinou sempre de maneira suprema, sob a influência direta dos conselhos dos anjos. As seções especiais da hoste angélica com as quais a cooperação pode ser imediatamente prática e benéfica são:

1 – Os Anjos do Poder,

2 – Os Anjos da Cura,

3 – Os Anjos Guardiães do Lar,

4 – Os Anjos Construtores da Forma, que incorporam sempre ideias arquetípicas,

5 – Os Anjos da Natureza,

6 – Os Anjos da Música e

7 – Os Anjos da Beleza e da Arte.

MENSAGEMS

Os anjos vos pedem. não adoração, porque seria impróprio, e sim, amor. Pedem apenas que lhes seja permitido unirem-se a vós em louvar e dar graças Àquele que é o Pai de dos nós e adoração do Supremo Instrutor dos Anjos e dos Homens. O valor de nossas adorações será aumentado ao serem elevadas com as vossas; vossas vidas se enriquecerão pela resposta ao nosso louvor comum. Nossa esfera de utilidade para Deus se ampliará pela participação na vossa. Vossas vidas se enriquecerão, vosso mundo se alegrará pela inauguração da Fraternidade entre os Anjos e os Homens. O objetivo da Fraternidade é aumentar a extensão do amor humano, incluindo os anjos em sua auréola rosácea, de modo que o conceito de fraternidade, tônica da idade vindoura, não encontre limites, mas se estenda para incluir todos os seres viventes, mortais e imortais – os moradores dos etéreos mundos de ar, fogo e água – a população de ilimitados domínios do Espaço. Aproxima-se o tempo em que já não permanecerão invisíveis para vós; porque, à medida que lhes abrirdes vossos mundos, cessarão a resistência à vossa entrada nos seus. Abrindo de par em par suas portas, vos convidarão a passar pelo portal, oferecendo-vos plena participação nos tesouros de incalculável valor que por tanto tempo estão guardados. É o amor que abre as portas. Amor entre vós primeiro, para que não possais fazer mau uso das graças que vos outorgam; amor também aos vossos irmãos o que lhes dará o poder de se revelarem. Os anjos vos enviam seu amor e sua saudação estendendo suas mãos em comunhão, segundo o mandado do Senhor, que recentemente tornou a vir até vós e até eles. Rodeado de anjos como antigamente, Ele vem; e nós, Seus servidores, trazemos Sua mensagem de fraternidade e amor: “Conservai a mesma atitude mental entre vós, porque não há mais que uma Vida, ilimitada, inesgotável, que é a verdadeira essência de todos vós. Ide aos filhos dos homens; aproximai-vos deles mais uma vez para que voltem os dias em que os anjos andavam com os homens. Fazei-o; é a Vontade de Deus.” Qual será vossa resposta, homens da terra? Esperamo-la. Quiséramos acender fogo tal em vossos corações que pudéssemos sentir o calor da mesma grande chama que arde dentro de nós, a chama da Vida divina que se reproduz à medida que se consome, renovando sem cessar o poder ígneo na vida daqueles em quem arde. Este é o desígnio da vida do anjo; este é o segredo do fogo angélico, fogo divino que arde sem cessar; é a chama que brota da chispa imortal, nossos íntimos eus, que surgem do ígneo coração central do universo, o Sol Espiritual. Todas as vossas faculdades crescerão e todos os vossos poderes aumentarão, até que a vida seja um êxtase, até que se revele em todos uma beleza inesperada, até que uma capacidade inopinada para o amor, a vida, a felicidade, brote dentro de vós. Assim encontrareis vossa senda ao Reino da Felicidade, de êxtase e alegria, a que nosso Senhor, em Sua divina compaixão, vos quer conduzir. Vinde a este Reino, a região da imortalidade em que nós moramos, e participai conosco das alegrias que jamais acabam, dos esplendores de um mundo onde a morte é 27 desconhecida, onde não há separação nem dor. Que a beleza, o poder e a alegria da visão fluam ao vosso mundo, curando suas dores, libertando-o de sua escravidão, fealdade e vícios, para que todos os homens possam levantar suas cabeças com dignidade e voltar a ser os deuses que devem ser! Abaixo os olhos tristonhos, a face enrugada, o olhar sisudo, o semblante carrancudo, o lar repugnante! Que a Vida seja bela para todos sem excluir a ninguém; pois Aquele que vem, vem para todos e quer remover estas manchas negras de vossa raça, pois Ele vê a Deus dentro de vós lutando por sua liberdade. Estas vidas obscuras, lúgubres, tristes como túmulos, devem saturar-se de alegria; deve ser-lhes dada a liberdade que Ele vos manda dar. Alçai o evolucionante deus; não o empurreis para baixo, nem o sepulteis cada vez mais profundamente na lama de vosso egoísmo. Assim, todos serão erguidos, nascerá uma raça mais formosa, evoluirá um tipo mais nobre, e será erigido um templo mais digno de corpos humanos felizes, saudáveis, robustos e livres, para morada compatível com o Deus oculto em seu interior. Ele vem para ajudar-vos neste objetivo. Para ajudar-vos, e a Ele, vimos, oferecendo-nos a vós, humanos. Nós que não sentimos o premente e esgotador peso da terra, vos honramos por vossa grande peregrinação tão longe de Seu Rosto – do Qual nascestes – tão afundados nos densos mundos materiais. Agora que vossos rostos se voltam para o lar, Ele nos ordena entoar o canto das boas vindas; Ele nos manda sair ao vosso encontro, e unindo nossas mãos às vossas, conduzir-vos mais rapidamente pela Senda da volta à Sua morada, a Mansão da Luz.

MÉTODOS DE INVOCAÇÃO

As cerimônias consistem numa invocação aos Anjos, todas as manhãs e num serviço de ação de graças à noite. Para isto se fazem as seguintes sugestões: Deve-se preparar um santuário, dentro ou fora da casa, destinado exclusivamente a este fim. Tem de ser consagrado por um cerimonial apropriado, com o objetivo de invocar o poder dos anjos e estabelecer um centro e atmosfera que possibilitem o contato e cooperação dos anjos. A cerimônia inicial poderá ser celebrada por um sacerdote da religião do país que simpatize com os ideais expressos, ou por um ocultista que possua o conhecimento e poder necessários. Na parte oriental, deve haver um altar onde os crentes coloquem (a) flores aromáticas renovadas diariamente, (b) símbolos religiosos, (c) um retrato ou estátua do Fundador da religião, (d) água benta, (e) incenso, (I) velas. Pelo menos, onde não se possam obter todas estas coisas, deve haver flores e um simples objeto pleno de beleza. As condições essenciais são: limpeza perfeita, atmosfera de rigorosa pureza, o desejo único de mútua cooperação entre anjos e homens para auxílio do mundo. Alegria, simplicidade e beleza devem caracterizar todas as cerimônias, preparações e disposições. Todos os participantes das cerimônias devem estar vestidos de roupas simples e da cor correspondente ao grupo de anjos cuja ajuda invocam; as roupas interiores devem ser brancas. Um dos participantes deve oficiar e atuar como elo entre os dois grupos correspondentes de anjos e homens. Grupos de

Anjos/ Cores a usar.

Anjos Guardiães do Lar …………………………Rosa e verde suave

Anjos Curadores …………………………………..Safira azul-escuro

Anjos de Maternidade e nascimento ………Azul-celeste

Anjos do Cerimonial ………………………………Branco

Anjos da Música …………………………………….Branco

Anjos da Natureza ………………………………….Verde-maçã

Anjos da Beleza e da Arte ………………………..Amarelo (a cor da sabedoria)

Podem-se dedicar orações com propósitos especiais. Se se invoca mais de um grupo de anjos, o oficiante de cada grupo deve estar vestido com uma cor apropriada e celebrar a cerimônia adequada.

Processo – Uma vez começados, os serviços devem ser mantidos com regularidade, e celebrados de preferência imediatamente depois das abluções matinais e vespertinas. É de se desejar a presença de crianças, que devem estar vestidas de branco. Todos devem entrar em procissão: as crianças em primeiro lugar e os oficiantes por último. As crianças devem sentar-se em semicírculo, de rosto voltado para o altar, fronteiros aos maiores, deixando uma passagem no centro para os oficiantes.

Quando estiverem presentes pessoas muito novas, anciães, enfermos ou mulheres grávidas, devem ser colocados mais perto do altar, permanecendo os demais, exceto as crianças, de pé em filas retas atrás dos primeiros. Cada oficiante, um para cada grupo de anjos, avançará cada um por sua vez até o altar e repetirá a invocação apropriada, durante a qual levantará o vaso de flores sobre sua cabeça, acompanhando-as com os olhos. O oficiante, ao tomar sua parte especial na cerimônia, deve aplicar todos os seus poderes de pensamento e vontade para chamar os anjos. (A medida da eficiência em toda cerimônia é proporcional à soma de conhecimentos, vontade e forca mental empregada pelo oficiante.)

Todos os presentes se unirão a ele, ao máximo de sua capacidade, acompanhando atentamente o significado da oração. O esforço empregado não deve produzir nenhuma tensão física desnecessária, porém não se há de permitir que a cerimônia degenere em mera repetição de fórmulas. Ao mesmo tempo, deve-se manter com firmeza um sentimento intenso de alegria e uma sensação de antegozo, pela companhia dos anjos.

∴ No serviço vespertino de ação de graças, depois da oração, deve o oficiante manter erguidas as flores, oferecendo sua beleza e sua doce fragrância aos anjos; emitindo através delas amor e gratidão profundos de seu coração às hostes angélicas. Que todos os presentes enviem do mesmo modo seu amor às flores através do oficiante; depois, sentados em silêncio, rendam graças e façam suas orações individuais; por fim, encaminhem-se diretamente para o leito. Na impossibilidade de as crianças, os enfermos, os anciães e as mulheres grávidas estarem presentes, o grupo, ou parte do grupo, deve ir diretamente do altar ao cômodo deles com o outro vaso de flores que tenha permanecido no altar durante a cerimônia. Então, de frente para o paciente, deve repetir-se a cerimônia especial requerida, invocando os anjos guardiães para as crianças e anciães; os construtores para as mulheres grávidas, e os curadores para os enfermos. Quando se faz uma visita destas a um cômodo apenas, o vaso de flores deve ser deixado num altar pequeno que ali se encontre. Quando são várias as visitas necessárias, as flores deverão ser distribuídas entre os cômodos, e colocadas em vasos em seus respectivos altares. Quando não se puder obter um apropriado objeto cheio de beleza para estes altares, bastarão as flores.

∴ Ainda sob o risco de parecer isto uma repetição, deve-se tornar claro que esta concepção deve ser mantida em sua forma a mais simples possível, inteiramente livre de sensacionalismo ou cerimônia exagerada; nem se deve fazer nenhuma tentativa para obter um contato pessoal e íntimo com os anjos individuais, ou empregá-los por motivo de lucro, interesse ou curiosidades pessoais. Tentativas destas conduziriam invariavelmente ao desastre, e devem ser rigorosamente evitadas. Deve ser tão natural trabalhar com os anjos como com os seres humanos ou com os animais domésticos; e as qualidades de simplicidade, pureza, retidão e impessoalidade têm de caracterizar todos os que desejem participar com êxito de tais esforços. O conhecimento e apreciação dos ensinamentos da Sabedoria Antiga tornarão impossíveis tais depressões ou propensões. Integral confiança no Poder e Justiça Divinas caracteriza as hostes angélicas; e se os homens querem trabalhar com elas, também devem adquirir estas qualidades. Deve-se desenvolver a capacidade para julgar da importância de uma circunstância temporária, observando sua relação com o todo, com o esquema completo, até o ponto de se tornar impossível o entusiasmo desarrazoado, o abatimento ou o deixar-se dominar por qualquer evento particular ou série de acontecimentos. Deve-se buscar o poder de continuar trabalhando com toda fé, com toda certeza, a despeito do aparente fracasso num empreendimento particular, pois outro não é o modo de agir dos anjos. Os cristãos fariam bem em recordar e repetir com frequência a coleta do dia de São Miguel e de Todos os Anjos .

∴ Permiti-me delinear-vos o que ainda pode vir a acontecer, dar-vos uma visão do que há pela frente. Figurai uma grande planície com um clima ameno, sob um céu diáfano, onde milhares e milhares de vossa gente se reúnem – e com ela, os enfermos, os anciães e as crianças – e formam, em grandes figuras na planície, estrelas, triângulos, pentágonos, invocando-nos, até que, descendo à vossa terra, nós nos apresentamos visíveis, como se revestidos de carne: uma gloriosa descida entre vós. Não apenas nós, mas também conosco, membros de vossa raça, vindos das linhas d’Aqueles que nada mais têm a aprender na terra. Ali nos misturamos à multidão, para curar, guiar e inspirar, e antes de partirmos com a promessa de próximo retorno, para com eles orar, elevando-os todos aos pés d’Aquele que é Pai de todos nós, nosso Logos e nosso Senhor. A qualquer país e a qualquer povo, assim, poderíamos nós vir.

INVOCAÇÕES E ORAÇÕES  (INVOCAÇÕES MATINAIS)

DEVAS DA CERIMÔNIA

Salve, irmãos das hostes dévicas!

Vinde em nosso auxílio;

Dai-nos vosso ígneo poder dévico

Como nós vos damos nosso amor humano.

Enchei todo lar com amor e vida!

Participai conosco dos trabalhos desta terra,

Para que a vida forca interna se liberte.

MÚSICA

Salve, devas da Música!

Vinde em nosso auxílio;

Cantai-nos vossas canções de alegria;

Enchei-nos de vossa divina harmonia.

Despertai-nos, para que possamos ouvir vossa voz;

Afinai nossos ouvidos para o vosso canto;

Animai nossa música terrena com vossa luz.

Participai conosco dos trabalhos da terra,

Para que os homens ouçam as melodias que cantais

Além dos reinos do Espaço e do Tempo.

DEVAS GUARDIÃES DO LAR

Salve, Anjos Guardiães do Lar!

Vinde em nosso auxílio,

Participai conosco do nosso trabalho e descanso Sede conosco para que ouçamos vossos voos,

E sintamos vosso bafejo em nossas faces.

Alegrai-vos e provai nosso amor humano;

Tomai nossas mãos nas vossas,

Soerguei-nos por um momento Do fardo desta carne.

Permiti-nos participar convosco De vossa maravilhosa liberdade pelo espaço,

De vossa fulgurante vida ao ar ensolarado,

De vossa intensíssima alegria,

De vossa unidade com a Vida.

Ajudai-nos a trabalhar e a recrear

Para fazer aproximar a época

Em que toda a nossa raça Vos conheça melhor E vos saúde como irmãos peregrinos

Na senda para Deus.

Salve, Anjos Guardiães do Lar!

Vinde em nosso auxílio,

Participai conosco de nossos trabalhos e recreio Para que a Vida interna possa libertar-se.

ANJOS CONSTRUTORES

Salve, hostes dévicas construtoras!

Vinde em nosso auxílio;

Ajudai este novo nascimento No mundo dos homens.

Fortalecei a mãe em suas dores;

Enviai vossos graciosos anjos Para que assistam ao berço do nascimento E guiem no alvorecimento desta nova vida.

Dai ao bebê que chega, A bênção do Senhor.

Salve, hostes dévicas construtoras!

Vinde em nosso auxílio;

Ajudai este novo nascimento no mundo dos homens,

Para que a divindade interna possa libertar-se.

ANJOS CURADORES

Salve, devas da Arte de Curar!

Vinde em nosso auxílio.

Derramai vossa vida curadora

Neste ….. (lugar ou pessoa).

Que toda célula seja novamente Carregada de força vital.

Dai paz a todo nervo.

Que se conforte o sentimento torturado.

Possa a crescente maré de vida Estimular todos os membros,

Para que, por vosso poder curativo, A alma e o corpo sejam recuperados.

Deixai aqui (ou ali) um anjo-custódio. Para confortar e proteger,

Até que a saúde retorne ou a vida se desprenda,

Que ele afaste todo o mal E acelere o ritmo das energias … Ou conduza à paz, se cessar a vida.

Salve, devas da Arte de Curar!

Vinde em nosso auxílio, E participai conosco dos trabalhos da terra, Para que o Deus interno possa libertar-se.

ANJOS DA NATUREZA

Salve, devas da terra e do céu!

Vinde em nosso auxílio. Dai fertilidade aos nossos campos;

Dai vida a todas as nossas sementes,

Para que esta nossa terra seja frutífera.

Salve, devas da terra e do céu! Vinde em nosso auxílio;

Participai conosco dos trabalhos de nosso mundo, Para que a divindade interna possa libertar-se.

ANJOS DA BELEZA E DA ARTE

Salve, anjos da Mão de Deus!

Vinde em nosso auxílio. Imprimi em nossos mundos De pensamento, sentimento e carne Um senso de Beleza Divina.

‘Ajudai-nos a ver com a visão do Eu, A reconhecer em todas as coisas criadas A Beleza do Eu.

Que por meio da Beleza possamos encontrar, Profundamente oculto pelos véus externos De cor, linha e forma,

O Verdadeiro Eu. Assim, tendo-nos ajudado, Inspira-nos com o poder Para expressarmos em nossas vidas Tudo o que vimos: O Bem, o Verdadeiro e o Belo.

Permiti que vejamos e conheçamos A vós, os Anjos de Sua Mão;

Para que, vendo-vos, aprendamos a participar De vossa tarefa de semear beleza no mundo.

Salve, Anjos da Mão de Deus! Vinde em nosso auxílio.

Participai conosco dos trabalhos desta terra, Para que a beleza interna possa revelar-se.

HINOS VESPERTINOS DE ORAÇÃO E AÇÃO DE GRAÇAS

Que as bênçãos emanantes do alto

Se exteriorizem embelezando o amor humano

Que em nossa gratidão vos tributamos, Nossos anjos protetores deste dia

Aceitai nosso amor e gratas orações E ajudai-nos assim a viver e a trabalhar,

Para que sempre, dia a dia,

Vossas hostes nos achem

Cada vez mais irmanados convosco.

Imploramos esta noite vossa proteção a todos,

Estai com as crianças, os anciães e os enfermos,

Envolvei seus leitos com as asas da vida e paz;

Acarinhai-os, vo-lo rogamos, até ao amanhecer.

E quando o sol volver uma vez mais,

Para nos dar vida, calor e luz,

Recomecemos de novo nossa obra Com saudações e louvores Aquele que é o Pai de todos nós;

Para que, ombro a ombro e de mãos dadas, Possam seus filhos humanos e angélicos,

Trabalhar em Seu Nome Para criarem o glorioso dia Em que, em nosso mundo e no deles,

Reine tão só a Sua Vontade.

Amém.

A noite se apresenta em seu encerramento de nosso dia terreno,

E agora nos reunimos aqui, nosso hóspede angélico,

Para ofertar-te nosso amor e gratidão,

Para agradecer-te por teus serviços.

Que Aqueles que trabalham sempre noite e dia,

Vertam sobre ti múltiplas bênçãos,

Enviem-te Seu amor e graça super-humanos;

Que Sua compaixão e Sua vida te saturem,

Até que transbordantes correntes de amor caiam De ti sobre nós e refluam de nós para ti,

Enlaçando nossos corações pelos vínculos da fraternidade,

Unindo-nos pelos elos do amor divino.

Rogamos-te que respondas sempre ao nosso apelo,

Pois queremos abrir sempre nossos corações a ti.

Aproxima-te mais, bendito mensageiro de Deus,

Queremos ouvi-Lo no ruflar de tuas asas.

Em silêncio, coração e mente serenos,

Nós te saudamos, ao encerrar-se este dia;

Que Ele te envolva em Seus perpétuos braços

Até que Seu esplendor e Sua alegria transluzam em ti.

Fica com as crianças esta noite, bendito ser;

Fica com os anciães e os enfermos;

Junto de cada leito permaneça um anjo-custódio

Para que todos durmam em paz e despertem cedo,

Sentindo sempre junto de si a tua presença guardiã. Amém.

Comments are closed